Archive for the 'Arte/Ilustração' Category

08
dez
08

Para pôr na lista

Acabamos agora a reunião de pauta que foi digamos… amarela. E agora atualizo o blog para perguntar o que acharam do caderno de hoje. A idéia foi trazer diálogos entre filmes e situações que observamos na cidade. Os filmes que estiveram”em cartaz” por aqui foram O homem que copiava, I Clowns, O amor é contagioso, Chegadas e partidas e O senhor dos anéis. Vale a pena conferir nas bancas hoje e aqui no blog na quinta-feira.

Para completar, deixamos a indicação do livro que é considerado fundador do New Journalism, e que tem tudo a ver com o caderno. Se trata de um romance não-ficcional, escrito na década de 60 sobre o assassinato de uma família no Kansas. É uma narrativa intrigante e de tirar o fôlego: A Sangue Frio, de Truman Capote. Vale a pena pôr na lista de férias. Abaixo, criador e criatura.

capote1

sangue-frio1

Até breve outrapauteanos

Anúncios
14
out
08

Algumas boas dicas

Buenas, outrapauteanos!

O post de hoje é mais sério que de costume. XD hahahaha

Fim do ano chegando, ano acadêmico congestionado, mas sempre tem uns malucos que se arriscam em ir além das obrigações dos cursos, não é?! E sempre vale a pena. Estão abertas as inscrições para as participações em alguns eventos regionais e nacionais, olhem só:

Para os mais interessados em produção científica, participação de eventos com apresentações de trabalho, ou  como ouvinte mesmo, vai uma dica:

Estão abertas as incrições para a participação na II Jornada Integrada de Comunicação e Pesquisa da Unicentro, Universidade Estadual de Guarapuava.

As inscrções vão até dia 22 de outubro, podem se increver alunos, professores com trabalhos e quem quiser, na categoria de ouvinte.

Mais informações

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Mas você, leitor, tem mais intimidade com a criação gráfica, curte fazer uns desenhos…Também temos uma dica:

A Central de Outdoor inicia as inscrições para Premiação da 17ª Edição do Prêmio Central de Outdoor, em todo o Brasil.

Para concorrer é preciso, além de estar matriculado em uma instituição de nível superior, enviar a arte de um outdoor segundo a temática sugerida.

Essa notícia é mais para acadêmicos de publicidade e aventurados ao design, que sabemos que com frequência visitam o blogue. Bora participar.

Mais informações

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

ok. Digamos que você não cursa jornalismo, nem comunicação social, nem publicidade… mas, tamém, temos uma terceira dica.

Estão abertas as incsrições para o Fórum Social Mundial Amazônia, que ocorrerá na cidade de Belém de 27 de janeiro a 1º de fevereiro de 2009.

Conheço algumas pessoas que foram na edição do Fórum de Porto Alegre e não se arrempenderam, bem pelo contrário. E ainda mais, em Belém…Putz!

Mais informações

Este foi o post mais informativo. Logo, logo, postamos algo mais descontraído.

Té.

16
set
08

Protesto! Por que os cartazes poloneses são tão melhores?!

Buenas, outrapauteanos?!

Meu primeiro post da semana e já começo com um protesto.

Caraca, por qual motivo, razão, circunstância, os cartazes de filmes na Polônia são tão bons?

Como diz o site ideafixa, em qual achei o link dos cartazes, “as peças, super conceituais, colocam no chinelo qualquer cartaz americano”. Mas é absolutamente verdade, confira lá os 50 cartazes. São realmente fantásticos, arte, conceito, muitas vezes melhor que os próprios filmes. Qual é o motivo dos cartazes que normalmente vemos nas locadoras e cinemas serem tão ruins? Aquelas caras dos atores photoshopados colocados sob as paisagens de montanhas rochosas deixando escapar raios de sol. Afff. Claro que existem boas exceções. Porém, até filmes como Gremilins, Christine – o Carro Assassino, Crocodilo Dandee, Star Wars, os clássicos da Sessão da Tarde ou Tela quente, estão muito melhores. Não, mas o pior é que até Fliper, sim, aquele filme idiota daquele golfinho burro, desculpe-me quem gosta, mas é ruim mesmo e olhem só o cartaz do filme. Cara!!!! Eu até assistiria o Fliper pensando ser algo bom, vendo o cartaz polonês.

Té a próxima.

22
ago
08

A entrevista com John

Boa-tarde, outrapauteanos!

caderno fechado, agora trabalhando no Retranca…mas vou deixar mais um post. heheheh

Além de agradecer a participação no blogue, da galerinha da 2ª turma da Oficina Outra Pauta participação com comentários muito empolgados, reforço o compromisso dos novos integrantes na segunda-feira (25/08), aqui, às 14h nas dependências da Gazeta do Paraná.

Na próxima edição, silenciosa, sairão os textos da ‘prova de seleção’ dos acadêmicos. Inauguramos mais uma sessão no caderno: as charges de Leandro de Oliveira.  É isso aí! Segunda-feira, todos nas bancas com o caderno em mãos.

Por hora, vou postar uma super, mega, hiper, fantástica animação, que cá entre nós, serve de profunda referência visual para a diagramação do caderno Outra Pauta. Mais uma sugestão nossa, vinda de algumas visitas frequentes ao Ideafixa, uma e-mag, agora com blogue, de altíssima qualidade e repertório visual para influênciar qualquer mente depravada com aspectos artísticos. Fica a sugestão, acesse o blogue, pela imagem a baixo, cabeçalho do site,  já da para perceber um pouquinho do que estou falando.

Como o vídeo está em ingês, traduzimos a descrição dele, ahaham…na verdade nosso amigo, Jeferson Richetti, do ALT, traduziu para a gente. (obrigado).

“Em 1969, um beatlemaníaco de 14 anos chamado Jerry Levitan, equipado com um gravador, infiltrou-se no quarto de hotel em que John Lennon estava em Toronto e o convenceu a lhe conceder uma entrevista sobre a paz. Trinta e oito anos depois, Jerry produziu um filme sobre isso. Com a gravação da entrevista original como trilha, o diretor Josh Raskin criou uma narrativa visual que casa com cada palavra de John Lennon em uma animação ininterrupta. Raskin casa o amendontrador e genial traço de James Braithwaite com as ‘fodásticas’ ilustrações digitais de Alex Kurina, resultando em um fantástico trabalho dedicado à memória de John Lennon e em uma mensagem atemporal.”

31
jul
08

Deadheads without frontiers (have a nice Jerry’s Day)

 O próximo domingo é o Jerry’s Day – dia especial para lembrar de Jerry Garcia, guitarrista do Grateful Dead e inspiração para ‘deadheads” de todo o planeta. A data passou a ser comemorada a partir de 2005 todo o primeiro domingo de agosto.  Não se esqueça de ler o Gazeta Alt no próximo domingo com os ouvidos abertos para a música que nunca para. O vídeo acima foi feito durante a comemoração no ano passado da data que marcava o aniversário do músico (1º de agosto). Jerry Garcia foi um dos principais nomes da cena da contracultura em San Francisco – ele aparece como personagem em “O Teste do Ácido do Refresco Elétrico”, uma das principais reportagens que imortalizaram o novo jornalismo de Tom Wolf. Aqui você vê alguns “deadheads” (fãs obstinados do Grateful Dead) falando sobre seus momentos preferidos nessa longa e estranha viagem…Have a nice Jerry’s Day!

12
maio
08

Outra Pauta, Outro Design

Boa-tarde a todos!

Hoje, decidi escrever no blog e publicar algumas das referências de design do Outra Pauta.
A proposta do caderno é inovar em relação aos textos e inclusive ao layout.
Como vocês perceberam, até agora buscamos enfatizar ilustrações e fotomanipulações a imagens. Para que isso? Ilustrar os textos de uma forma não redundante. A idéia não é colocar em cores e formas exatamente o que os textos dizem, a proposta é exatamente o contrário, favorecer uma riqueza de leitura, inclusive de forma não tão explícita, construindo ligações adicionais nesta relação texto/imagem.

A concepção de Jornal enquanto meio de comunicação parece ser possível somente de uma forma: textos e imagens que os ilustram. Os textos sempre são fatos em tempo real e a falta de tempo não deixa criar uma congruência de símbolos textuais e imagéticos. É claro, sabemos da importância dos fatos diários, de notícias urgentes e da seriedade e credibilidade que as fotos ou gráficos precisam denotar. Porém… nem todas as notícias são para ontem… conquistam espaço e geram repercussões que não têm validade.
Que tal escrever sobre uma praça esquecida no corração da cidade? Qual a validade da Av. Carlos Gomes e as histórias dos moradores daquele “Umbigo da cidade”?

Percebendo as possibilidades de uma OUTRA PAUTA, a oficina busca escrever por caracteres e cores fatos que não perdem a validade a cada segunda-feira.

E por falar em cores, uma grande escola artística que utilizamos como refrência visual é o movimento Pop Art.

O movimento artístico que surge pela “indústria cultural” tem o objetivo de tornar a arte popular, quebrando os paradigmas da arte moderna, elitizada. Ou seja, a arte começa a aparecer com mais freqüência em jornais, cartazes, etc.
É claro que nesse processo devido a questões ligadas à produção há simplificação de formas e diminuição de cores.
Sim, se você pegar um jornal vai perceber que a impressão do jornal não é a melhor possível, comparando-a a outros meios, porque isso é característico dessa forma de produção – retícula com pontos maiores e um desencaixe de cores possível.
Pensando nisso e avaliando que é possível ganhar impacto visual na utilização de fatores artísticos, procurei a compensação pelo CONTRASTE.
Pop art é isso, contraste. Você procura diminuir ao máximo a continuidade entre as cores. Por isso, esse estilo artístico moderno casa tão bem com o jornal.

Mas não é só aí também, a partir da década de 60 e do desenvolvimento de vários meios artísticos e em maior contato com o público, a Pop Art esteve no cinema e na música também.
Abaixo está a foto do CD do Velvet Underground criado por Andy Warhol, artista plástico, produtor cinematográfico, cineasta …e empresário da banda citada ali atrás (hehehehe)

Duas sugestões, procure ouvir Velvet e saber mais de Warhol – eles são foda! 😀

The velvet Underground & Nico - Capa de Andy Warhol