19
out
08

Amanhã, com uma hora de diferença, nas bancas

Boa-tarde outrapauteanos!

Pessoal, amanhã o novo tempo (o tempo do horário de verão) é nosso assunto nas bancas, mas não fica só nisso não, afinal essa discussão é somente a ponta de um iceberg de pautas possíveis, que foram trazidas à superfície pelos nossos oficineiros.

Achamos até um túnel do tempo! O que dialoga com a notícia que segue:

Investigadores federais prenderam um enigmático aplicador de Wall Street acusado de ter acesso a informações internas e privilegiadas. E, incrivelmente, ele alega ser um viajante do tempo do ano 2256! Fontes da Comissão de Segurança confirmam que Andrew Carlssin, de 44 anos, ofereceu esta bizarra explicação para seu incrível sucesso no mercado de ações, após ser levado algemado em 28 de janeiro.
“Não acreditamos na história desse cara – ou ele é um lunático ou um mentiroso patológico”, disse um membro da Comissão. “Mas o fato é que, com um investimento inicial de apenas 800 dólares, em duas semanas ele tinha um portfólio avaliado em 350 milhões de dólares. Toda transação que ele fez deu lucros, em área inesperadas dos negócios, o que não pode ser simplesmente sorte. Ele só pode ter conseguido através de informações internas ilegais. Ele vai ficar sentado em uma cela na Ilha Riker até concordar em divulgar suas fontes”. Quando investigadores pressionaram Carlssin durante o interrogatório, foram
surpreendidos por uma confissão que durou quatro horas. Carlssin declarou que viajou de volta no tempo a partir de 200 anos no futuro e que seu conhecimeto dessa era lhe permitiu acumular a fortuna que obteve. “Era tentador demais para resistir”, teria dito Carlssin durante aconfissão, que foi gravada em videotape.
Para provar que estava falando a verdade, Carlssin se oferecer para falar sobre “fatos históricos” como a cura da AIDS e o real esconderijo de Osama Bin Laden. Tudo o que ele quer é que permitam que volte ao futuro em sua “nave temporal”. Mas ele se recusa a revelar a localização da máquina ou falar como ela funciona, supostamente com medo de que a tecnologia “caia emmãos erradas”. O mais intrigante é que os agentes ainda não encontraram nenhum registro existente sobre qualquer Andrew Carlssin antes de dezembro de 2002.

Fonte: http://www.guj.com.br/posts/list/26010.java

Ainda temos a inauguração da seção Hiperlink, com indicações de sites interessantes… Até às bancas!

Anúncios

0 Responses to “Amanhã, com uma hora de diferença, nas bancas”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: