04
jul
08

Quando Está Frio*

Quando está frio no tempo do frio, para mim é como se estivesse agradável,
Porque para o meu ser adequado à existência das cousas
O natural é o agradável só por ser natural.

Aceito as dificuldades da vida porque são o destino,
Como aceito o frio excessivo no alto do Inverno —
Calmamente, sem me queixar, como quem meramente aceita,
E encontra uma alegria no fato de aceitar —
No fato sublimemente científico e difícil de aceitar o natural inevitável.

Que são para mim as doenças que tenho e o mal que me acontece
Senão o Inverno da minha pessoa e da minha vida?
O Inverno irregular, cujas leis de aparecimento desconheço,
Mas que existe para mim em virtude da mesma fatalidade sublime,
Da mesma inevitável exterioridade a mim,
Que o calor da terra no alto do Verão
E o frio da terra no cimo do Inverno.

Aceito por personalidade.
Nasci sujeito como os outros a erros e a defeitos,
Mas nunca ao erro de querer compreender demais,
Nunca ao erro de querer compreender só corri a inteligência,
Nunca ao defeito de exigir do Mundo
Que fosse qualquer cousa que não fosse o Mundo.

* Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa) – Poemas Inconjuntos

………………………………………………………………

Na próxima segunda-feira, 7.07.08, o tema do caderno Outra Pauta é Frio, não vá entender mal…. (hehee) as matérias são quentes, no que diz respeito aos temas da semana, o que quero dizer é que o assunto diz respeito ao clima, ao inverno. Está bem explicado!? (UFA!)

Então é isso, segundinha na Gazeta do Paraná nas bancas.

té.

Anúncios

3 Responses to “Quando Está Frio*”


  1. 1 Amábyle Sandri
    4, julho 2008 às 2:33 pm

    Quando eu crescer desejo, do fundo da alma, saber aceitar também.

  2. 2 kethleen Simony
    5, julho 2008 às 1:59 pm

    Mtu bacana o texto!

    Fernando Pessoa é realmente único 😉

    “Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

    ser Jornalista é se reinventar sempre!
    Viver é se reinventar =)

  3. 3 Vania Paula Eleutério
    7, julho 2008 às 12:51 am

    “Aceito as dificuldades da vida porque são o destino (…)”

    Bom seria se fosse facil aceitar..
    Queria que as coisas fossem assim comigo tmb..
    Mesmo sabendo que devemos.. é dificil aceitar o destino..

    Ótimo texto..
    Até a proxima edição.. curiosa pra saber o que o “frio” pode nos dizer nas paginas da Outra Pauta..

    Beijos..
    Vaninha


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: